NOSSA HISTÓRIA

PARA ONDE QUER

QUE VIRÁSSEMOS

...As pessoas empurravam seus bebês contra nós, puxando a manga das nossas camisas com lágrimas nos olhos e nos pedindo para que ajudássemos seus filhos.”

- Kathleen Magee,
Cofundadora e presidente da Operaçaõ Sorriso

 

A Operação Sorriso foi fundada em 1982 pelo Dr. William P. Magee Jr., cirurgião plástico norte-americano, e sua esposa, Kathleen S. Magee, enfermeira e assistente social, após viajarem para as Filipinas com um grupo de médicos voluntários para operar crianças com lábio leporino e fenda palatina.

Chegando lá, se depararam com uma situação estarrecedora: centenas de crianças carregando no rosto deformidades corrigíveis. Havia um adolescente segurando um tumor facial enorme com as mãos, um rapaz com um lenço escondendo a doença que já havia devorado sua boca e nariz, ambos cercados por ainda mais crianças vítimas de queimaduras e outras deformidades faciais.

Embora tenham ajudado muitas crianças, o casal foi obrigado a desviar da maioria. “As pessoas empurravam seus bebês contra nós, puxando a manga da camisa com lágrimas nos olhos e nos pedindo para que ajudássemos seus filhos”, recorda Kathy Magee. Em uma das cidades, cerca de 300 famílias compareceram na esperança de que seus filhos fossem ser operados, mas a equipe só poderia cuidar de 40 crianças.

 

Enquanto se preparavam para deixar as Filipinas, os Magee fizeram uma promessa: iriam voltar para ajudar as demais crianças.

Foi ali que a Operação Sorriso nasceu.

Voltaram para Norfolk (EUA), onde moravam, e começaram a pedir doações de equipamentos e suprimentos cirúrgicos, organizaram uma base de captação de recursos e montaram uma equipe voluntária médicos e enfermeiros para retornar às Filipinas. Nessa ocasião, conseguiram ajudar cerca de 100 pacientes, mas, novamente, centenas mais ficaram na fila.

Hoje, a Operação Sorriso é a maior organização médica voluntária do mundo, com sede em 60 países e mais de 5000 voluntários cadastrados de 80 países. Já transformamos a vida de mais de 240 mil crianças e adultos carentes nascidos com fissura labiopalatina ao redor do mundo.


A Operação Sorriso chega ao Brasil

A Operação Sorriso chegou ao Brasil em agosto de 1997, quando realizou a primeira missão humanitária em Fortaleza (CE). Na ocasião, mais de 258 pessoas compareceram à triagem dos pacientes, das quais 138 foram selecionadas para cirurgia.

A capital cearense receberia mais 2 missões cirúrgicas nos anos seguintes, quando a Operação Sorriso passou a atuar em outras cidades brasileiras também.

Desde então, a ONG já passou por 15 cidades, espalhadas por todas as regiões do país, e operou mais de 5000 pacientes.

 

 

“Toda criança que nasce com deformidade facial é nossa responsabilidade. Se nós não cuidarmos dessa criança, não há nenhuma garantia de que outra pessoa o fará.”

- Kathy Magee, cofundadora e presidente da Operação Sorriso