CLUBES ESTUDANTIS BRILHAM EM SETEMBRO E OUTUBRO COM PRÊMIOS E A REALIZAÇÃO DE AÇÕES DE GRANDE IMPACTO

Seis clubes brasileiros de 4 estados diferentes agitaram os últimos meses com várias atividades

Recorte_foto-horizontal-para-noticia.jpg

Os estudantes que apoiam a Operação Sorriso tiveram 2 meses cheios de atividades após a volta às aulas. De ações para beneficiar moradores de comunidades carentes até atividades para arrecadar fundos, eles fizeram de tudo um pouco e encheram a equipe da ONG de orgulho! Confira o que os grupos realizaram no período:

- Recrutas de Sorrisos (São Caetano do Sul/SP)

No dia 25/09, o anestesista voluntário Dr. Daniel Kim palestrou para cerca de 60 alunos dos cursos de medicina, enfermagem, nutrição, psicologia e fisioterapia da Universidade de São Caetano do Sul (USCS). Ele falou sobre “Cuidados com anestesia em crianças e idosos e principais intercorrências” e depois emendou uma conversa com os jovens sobre a importância do voluntariado.

Antes dele, a pediatra Dra. Fabia Raposo também fez uma apresentação sobre as doenças mais comuns em crianças. Após as aulas, os participantes aproveitaram um coffee break preparado com capricho pelos integrantes do clube estudantil.

Recorte_foto-horizontal-para-noticia.jpg

O clube ainda realizou uma mega ação de higiene, que estava sendo planejada há mais de 4 meses. Entre 18/09 e 27/09, os alunos deram aula de escovação e entregaram kits de higiene bucal para cerca de 1300 crianças carentes na comunidade de Heliópolis (SP).

Antes da ação, eles se engajaram em uma campanha para arrecadar os kits – com escova e pasta de dente – na faculdade e entre conhecidos. Depois, organizaram um curso de capacitação com um dentista para os quase 130 alunos voluntários que participaram da atividade. E, por fim, montaram a escala do trabalho, que se estendeu por 2 semanas. O sucesso da ação foi proporcional ao número de pessoas beneficiadas: enorme!

Recorte_foto-horizontal-para-noticia.jpg

 

- OSCA Fortaleza (Fortaleza/CE)

No dia 02/09 aconteceu o Smile Day II. Os jovens serviram uma feijoada beneficente com pagode para cerca de 90 pessoas. Além de divulgar a causa do paciente fissurado, o evento também serviu para arrecadar fundos para as atividades do grupo. Para realizar a ação, o clube contou com o apoio de diversos parceiros, que doaram comida, o espaço, mão de obra, entre outros.  

Recorte_foto-horizontal-para-noticia.jpg

O local foi lindamente decorado com fotos da Operação Sorriso e da atuação da OSCA nas missões, banners apresentados em jornadas científicas e as caixinhas de arrecadação de donativos.

Nos dias 06/09 e 13/09, o clube realizou seminários científicos sobre os temas “Polimorfismo do BMP-2 e 4 e suas variações e riscos na etiologia dos pacientes fissurados” e “Escolaridade e inserção no mercado de trabalho pelos pacientes com fissuras labiopalatina”.

Por fim, o grupo encerrou o mês com uma super notícia: a OSCA Fortaleza foi premiada como “Melhor Projeto de Extensão” da Universidade Federal do Ceará (UFC). A premiação é anual, foi escolhida em votação aberta ao público e a cerimônia de entrega aconteceu durante a Jornada Integrada dos Acadêmicos de Odontologia da UFC. A OSCA concorreu com cerca de 30 outros projetos. Ao receber o prêmio, eles puderam falar sobre o projeto e divulgá-lo para acadêmicos de todas as universidades de Fortaleza.

Recorte_foto-horizontal-para-noticia.jpg

- Sorria Porto Velho (Porto Velho/RO)

No dia 15/09 aconteceu a segunda reunião dos voluntários locais de Porto Velho, com a participação do grupo de estudantes. Os voluntários puderam tirar dúvidas referentes à missão e ahouve também a distribuição dos cartazes aos voluntários, para que espalhassem em cidades próximas de Porto Velho.

O clube também deu sequência à campanha de arrecadação de produtos de higiene pessoal na entrada de um supermercado, a serem entregues aos pacientes que participarão da missão em dezembro.

E finalmente, no dia 14/10, o grupo realizou uma ação para comemorar o dia das crianças. Cerca de 65 voluntários foram a uma comunidade ribeirinha próxima de Porto Velho, onde passaram o dia brincando com aproximadamente 150 crianças. Além disso, distribuíram cachorro quente, pipoca, brinquedos e sacolinhas de guloseimas aos pequenos.

Recorte_foto-horizontal-para-noticia.jpg

Tanto a ação de arrecadação de donativos, quanto a do dia das crianças aconteceram em parceria com outros grupos filantrópicos.

- OSCA Santarém (Santarém/PA)

Em 14/10, o grupo visitou a comunidade Caranazal, que fica próxima de Alter do Chão (PA) para levar alegria a cerca de 65 crianças. Eles participaram de atividades recreativas e ganharam kits de bombom para comemorar o dia das crianças.

Paralelamente, os jovens organizaram uma programação especial para jovens e adultos, que incluiu a realização gratuita de exames básicos de saúde (pressão arterial, glicemia e IMC) e palestras educativas relacionadas ao uso de álcool e outras drogas, DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), gravidez na adolescência e sexualidade.

Recorte_foto-horizontal-para-noticia.jpg

- Colégio St. Francis (São Paulo/SP)

Em 30/09, o grupo realizou com sucesso a 2ª edição da corrida patrocinada, em que pais e amigos contribuem com doações em dinheiro para que os jovens caminhem/corram. Os estudantes ainda aproveitaram o dia ensolarado para distribuir panfletos da organização no Parque do Ibirapuera (SP) e ajudar a divulgar a causa da fissura labiopalatina e o trabalho realizado pela Operação Sorriso.

 

Recorte_foto-horizontal-para-noticia.jpg

- Escola Suíça (São Paulo/SP)

Ao longo do último ano, o jovem Fernando Alonso Bilfinger, de 17 anos, arrecadou fundos por conta própria para ajudar a Operação Sorriso. Além de vender itens da ONG – como canecas – aos professores e amigos, ele também juntou doações espontâneas. De pouco em pouco, ele conseguiu juntar R$ 300,00, para ajudar a comprar materiais cirúrgicos para as próximas missões. Somado à doação anterior feita pela escola, o montante permitiu comprar 11 kits de anestesia (composto por tubo endotraqueal, fita de fixação de tubo, catéter intravenoso, agulha e seringa) e 4 kits preparatórios para cirurgia (composto por gaze estéril, seringa, agulha, equipo para soro e lâmina de bisturi).

“Toda criança que nasce com deformidade facial é nossa responsabilidade. Se nós não cuidarmos dessa criança, não há nenhuma garantia de que outra pessoa o fará.”

- Kathy Magee, cofundadora e presidente da Operação Sorriso